Blog

Concertos na Fiocruz: novo projeto do Fórum Itaboraí estréia no final de Julho.

O Palácio Itaboraí, construído em 1892, como casa de verão do arquiteto Antônio Jannuzzi, foi reformado em 18 de outubro de 2011, como uma unidade especial da Presidência da Fiocruz, o Fórum Itaboraí abriga o Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde.  O Fórum é um espaço permanente de reflexão e geração de ideias, que tem como principal objetivo reunir intelectuais, cientistas, artistas, gestores e usuários de educação e saúde do Brasil e do estrangeiro, para gerar formulações de políticas e práticas tendentes a reduzir as desigualdades sociais na saúde. – site.

Em uma conversa exclusiva com o professor Daniel Miranda, um dos organizadores do projeto, que nos abordou a seguinte pergunta: O que tem a ver cultura com saúde?

“O nosso objetivo e a nossa visão sobre saúde, na verdade não é a presença ou ausência de doenças, é o bem estar, o bem viver.” Responde o próprio Daniel.

O projeto que é uma iniciativa gratuita e sem fins lucrativos, busca trazer música Clássica, de alta qualidade e oferecer á todos a oportunidade de conhecer o projeto e os trabalhos da Fiocruz. Os concertos serão eventos mensais, acontecendo sempre no último sábado do mês.

 

concertofriocruz

 

Quando você promove acesso a cultura, de boa qualidade, quando você promove acesso ás discussões políticas e se entende dentro de um contexto social, você está vivendo mais saudavelmente, você está trabalhando em inserção, você está vivendo. Não é só pensar no remédio, mas também na saúde da alma. Por isso é um fórum de pensamento crítico que leva muito a fundo esses três eixos: política, ciência e cultura.”  Acrescenta Daniel. 

A 1ª edição acontece no próximo dia 30, ás 14h, com apresentação do Grupo Quarteto Uirapuru.

Além do projeto, o Fórum também disponibiliza outros meios de acesso á saúde. Um deles é a “Trilha do Arboreto”, criada em 2011 com a intenção de incluir algumas plantas nos jardins do Palácio. Atualmente a trilha conta com mais de 200 espécies de plantas medicinais. “Todas as plantas têm plaquinhas de referência. A maioria tem o princípio ativo conhecido, mas nem sempre é vendido corretamente.” diz o professor.

Qualquer escola pública ou privada, pode ligar para o Fórum e agendar uma visita gratuita, que será percorrida com um biólogo que irá mostrar e explicar as funções de cada planta, até o fim da trilha.”No fim, a criança ou jovem ganha uma muda de alguma planta medicinal ou comestível, como orégano e manjericão, por exemplo. Isso já é um exemplo dos eixos temáticos ciência e política, porque é uma atitude política democratizar o acesso.” Conclui.

Além do concerto e da trilha do Arboreto, o Fórum disponibiliza a “Quartas culturais”, criado em 2015 para estimular a reflexão e estimular o pensamento crítico. São feitas rodas culturais, onde todos participam do debate. Os eventos tem no máximo 3h de duração, com 1h de apresentação cultural, com um mediador á frente que tem o propósito de criar o ambiente propício para discussões sobre um tema especifico.

Para conhecer mais sobre o Palácio Itaboraí, a Fiocruz e todas os projetos, visite o site do Fórum Itaboraí, clicando aqui.

Sem comentário

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades!