Blog

Conheça a Cerâmica Luiz Salvador

Produzida a partir da argila, a cerâmica nos fascina há séculos com suas utilidades, variedades e cores. A cerâmica tradicional portuguesa tem suas origens nas diversas culturas e civilizações que ocuparam e passaram pela Península Ibérica.

Se você já foi a Portugal ou tem interesse sobre a cultura do país, com certeza já ouviu falar da beleza e do sucesso das cerâmicas portuguesas. Elas estão presentes nas casas antigas e até novas de Portugal, bem como em grande parte da arquitetura de suas cidades. No Brasil, as cerâmicas portuguesas também foram muito utilizadas na arquitetura de cidades e podemos encontrá-las em igrejas, mosteiros e nas fachadas de casas residenciais e prédios comerciais.

Curiosidade: O nome “cerâmica” vem do grego “kéramos” (“terra queimada” ou “argila queimada”), sendo um material de grande resistência, e seu processo inicial, quando umedecida, é muito fácil de moldar.

Itaipava como referência desta arte

Um nome conhecido na indústria ceramista brasileira é o de Luiz Salvador, que desembarcou no Brasil em 1950, trazendo na bagagem toda experiência adquirida nos renomados ateliers da Cerâmica Raul da Bernarda, indústria localizada em Alcobaça, em Portugal, onde dirigia o setor de pintura.

Após dois anos no país e decidido a desenvolver negócio próprio, construiu sua pequena indústria em Itaipava, na época apenas um vilarejo, junto com seus companheiros portugueses, convencidos a acompanhá-lo no empreendimento.

Antiga fábrica de cerâmica Luiz Salvador em Itaipava

Após algumas dificuldades e um processo de adaptação às condições e matérias-primas locais, Luiz Salvador foi criando um acervo de peças semelhantes às portuguesas, mas com influência nas tendências locais, com uso de  colorações e tons mais claros e abertos.

Ao longo dos anos, a empresa foi modernizada e ampliada, passando a produzir suas peças à níveis industriais, expandindo as vendas para dar maior visibilidade aos seus produtos, o que permitiu que suas peças passassem a ser admiradas em todo o país, fazendo a marca Luiz Salvador (LS) ser reconhecida como produtora de faiança de excelente qualidade.

Hoje a fábrica ocupa uma área de 6.500 metros quadrados, sendo 3.000 metros de área construída. Emprega 94 pessoas e tem uma produção de cerca de 1300 modelos de diferentes peças, com mais de 40 variedades de padronagens à disposição. Esses números resultam numa produção mensal de aproximadamente 30.000 peças, sendo 60% destinado à venda em lojas especializadas em decoração, louças e presentes localizadas nas principais capitais brasileiras e no exterior. Os 40% restantes são vendidos no show-room da empresa, localizado no shopping temático gastronômico e de decoração, anexo à antiga fábrica, localizado em Itaipava, sendo uma conhecida atração turística da região.

O processo de produção

A produção da cerâmica designada Faiança passa por 9 processos, sendo eles:

  • A moagem, na qual é feita a preparação da massa, composta por argila, caulim, dolomita, quartzo e outros compostos, misturados por 12 horas em moinhos de bola;
  • A fundição, na qual a barbotina (a massa já processada) é bombeada para tanques, onde repousa por um dia. Após fluir para mangueiras que são colocadas junto às bancadas, os operadores enchem os moldes;
  • No acabamento, as peças são retiradas dos moldes e levadas para as mesas, onde são retiradas as rebarbas e adicionados os detalhes das peças. Logo após é feito o esponjamento para o alisamento e retirada de pequenas imperfeições;
  • A secagem pré-forno, na qual as peça já em seu formato definitivo, aguardam a perda de umidade, antes de serem encaminhadas aos fornos para a primeira queima. Este estágio é denominado chacote.
  • A primeira queima, na qual as peças são levadas a grandes fornos e ficam a uma temperatura de 1070ºC por aproximadamente 7 horas. O processo de abertura dos fornos pós queima leva de 8 a 10 horas e as peças saem brancas.
  • A estocagem de chacote, na qual a peça é encaminhada para o estoque, onde aguarda o tratamento final de produção.
  • A decoração, na qual é feita a pintura das peças com tinta a base d’água desenvolvida na própria empresa.
  • A esmaltação, onde a peça é encaminhada com ou sem decoração para a aplicação de esmalte que pode ser branco, opaco, brilhante, colorido ou não, esmalte transparente colorido ou não, que cobrirá a pintura, e essa técnica é chamada de under glaze (baixo esmalte), ou over glize sobre esmalte.
  • Por fim a 2ª queima, na qual a peça vai novamente para o forno a uma temperatura de 1020 ºC em um ciclo de 6 horas onde ocorre a fusão dos esmaltes, para enfim, serem classificadas e embaladas no setor de expedição.

Assista ao vídeo abaixo (3:50min), onde a Cerâmica Luiz Salvador apresenta todo esse processo de produção das peças.

Venha conhecer esta belíssima fabrica e se encantar com a variedade de peças disponíveis no show-room, na Estrada União e Indústria, 10588, em Itaipava,  aberto de segunda a sexta das 10h às 18h, aos sábados das 10h às 20h e aos domingo das 10h às 18h.

Hóspedes da Pousada Arcádia ganham um desconto especial ao comprar na loja de Itaipava, aproveite!

Para mais informações acesse:

www.ceramicaluizsalvador.com.br
www.facebook.com/ceramicaluizsalvador/
Tel.: (24) 2232-2500
Whatsapp: (24) 98100-4701

Sem comentário

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades!